finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Alemanha não vê mudança substancial para pacto fiscal

O ministro das finanças da Alemanha, Wolfgang Schäeuble, está otimista sobre a implementação do pacto de austeridade fiscal da União Europeia (UE), apesar das manifestações de membros para renegociação do acordo, segundo o jornal Welt am Sonntag.

NALU FERNANDES, Agencia Estado

29 de abril de 2012 | 13h12

Jean-Claude Juncker, presidente do Eurogrupo, disse acreditar que qualquer mudança material no pacto seria "desejo", de acordo com o relato.

"Estou muito confiante (na visão de que) o pacto fiscal vai se tornar efetivo", disse Schäeuble, ao acrescentar que o pacto é um "dos pilares de sustentação da resposta europeia à crise de endividamento soberano". "Fecha uma lacuna na zona do euro e cria confiança na estabilidade de longo prazo do sistema", citou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhapacto fiscal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.