Alemanha nega plano para reestruturação da dívida grega

O Ministério de Finanças da Alemanha rejeitou uma sugestão do Fundo Monetário Internacional (FMI) de que a zona do euro avalie uma segunda reestruturação da dívida grega depois de 2014, segundo o jornal alemão Handelsblatt.

Agencia Estado

07 de junho de 2013 | 09h24

Em audiência do comitê de orçamento do Bundestag, o Parlamento alemão, o ministro de Finanças, Wolfgang Schäuble, teria negado planos de conceder um novo desconto sobre a dívida da Grécia, segundo participantes do encontro citados pela publicação.

Em sua última avaliação sobre o programa de ajuda da Grécia, o FMI citou na quarta-feira um compromisso feito por líderes europeus, em dezembro, de não fornecer "mais alívio condicional", se necessário, para reduzir o endividamento da Grécia depois de 2014, um compromisso que o Fundo disse ser "fundamental para garantir a sustentabilidade".

O ministério afirma que esse compromisso nunca teve relação com a possibilidade de uma segunda reestruturação da dívida grega, o que, por lei, impediria a Alemanha de contribuir em qualquer esforço futuro de ajuda à Grécia. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaGréciadívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.