Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Alemanha pode perder mais 130 mil empregos em 2009

Previsão foi feita para um cenário de queda de 0,5% na economia do país, afirma ministério do Trabalho

Reuters,

23 de novembro de 2008 | 14h22

A desaceleração da economia deve afetar menos o nível de emprego na Alemanha que as crises anteriores, segundo informações do ministério do Trabalho neste domingo, 23. Segundo o governo alemão, o país deve registrar 130 mil novos desempregados em 2009. "No pior cenário, com queda de 0,5% na economia, nossos institutos de pesquisa esperam um desemprego adicional de 130 mil pessoas, na média anual de 2009", disse o chefe do ministério do Trabalho, Frank-Juergen Weise, ao jornal diário Bild. "No caso de crescimento zero, o desemprego será de 30 mil", acrescentou. Em torno de 1 milhão de postos de trabalho já estão vagos na Alemanha, disse Weise, adicionando que há pleno emprego em várias regiões e que a duração média do desemprego caiu pela metade desde 2005. O ministro da Economia Michael Glos disse na semana passada que as reformas feitas na Alemanha tornaram o mercado de trabalho mais resistente e que não havia razão para temer um desemprego em massa.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhacrise financeiradesemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.