Alemanha quer que bancos europeus criem fundo de proteção

Alemanha quer que bancos europeus criem fundo de proteção

Projeto, que tem o apoio da França, tem como objetivo evitar o uso de dinheiro público em[br]caso de nova crise

, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2010 | 00h00

O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, afirmou ontem que seu governo estuda, juntamente com a França, estender para a Europa um projeto alemão de imposição bancária para estabilizar as economias da União Europeia, no caso de uma nova crise financeira.

"Minha colega Christine Lagarde e eu estamos de acordo em querer adaptar esta solução dentro de uma estrutura europeia", disse o ministro ao jornal alemão Die Welt.

Na quarta-feira, a ministra francesa assistirá na Alemanha a um conselho de ministros, onde se deve discutir um projeto de regras para os bancos alemães que prevê, entre outras coisas, a criação de um fundo para ajudar os próprios bancos em caso de uma nova crise financeira.

Além desse projeto alemão, "as propostas franco-alemãs sobre esse tema" também estarão na agenda do conselho de ministros, e "as possibilidades de criar uma estrutura europeia são bastante boas", disse Schaeuble.

Convidado. Em fevereiro, os governos alemão e francês acertaram a possibilidade de seus ministros de Finanças assistirem individualmente aos conselhos de ministros do país vizinho. A ministra Christine Lagarde será a primeira a fazer uso dessa possibilidade.

A Alemanha, que destinou importantes volumes de dinheiro para ajudar os bancos em 2008 e 2009, pretende evitar agora ter de recorrer mais uma vez aos recursos dos contribuintes no caso de uma nova crise. O governo quer que os próprios bancos paguem por essa ajuda. Outros países que tiveram de gastar enormes somas para ajudar os bancos - como os Estados Unidos - também estudam adotar modelos semelhantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.