Alemanha: Schäuble vai à Grécia para negociar ajuda

À medida que o ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, se prepara para viajara para a Grécia, a mídia alemã alertava que a "Grécia precisa de dinheiro novamente". Na Grécia, algumas pessoas veem a visita de uma forma diferente: "Schäuble, traga de volta o que você roubou", dizia o título de uma matéria de um jornal grego, referindo-se à indenização que os gregos acreditam que tem que receber dos alemães referente ao período da guerra.

AE, Agencia Estado

18 de julho de 2013 | 02h36

A visita pode renovar as tensões entre o país que tem o mais longo sofrimento em função das dívidas e o seu credor mais poderoso. No entanto, o chefe das finanças alemãs tem a intenção de estender a mão para a Grécia: ele pretende negociar um programa de empréstimo de até 100 milhões de euros (US$ 130 milhões) para as pequenas empresas gregas. Esse montante seria financiado pelo banco estatal alemão KFW.

Questionado nesta quarta-feira sobre a necessidade de a Grécia reestruturar a sua dívida, Schäuble disse que não acredita que esse recurso seja necessário, mas evitou descartá-lo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
alemanhagréciaresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.