Alemão queima BMW em protesto contra preço da gasolina

Homem desempregado afirmou que os preços subiram tanto que ele não pode mais comprar o combustível

Associated Press,

27 de junho de 2008 | 12h13

                                                                                                                                               Efe Um alemão colocou fogo em seu automóvel BMW nesta sexta-feira, 27, em protesto contra os crescentes custos dos combustíveis, informou a polícia alemã. O homem de 30 anos, desempregado, dirigiu seu carro BMW 1995 modelo sedã até a frente do centro de convenções de Frankfurt às 7h30 da manhã, esvaziou uma lata de gasolina sobre o veículo e tocou fogo no carro, informou o porta-voz da polícia de Frankfurt, Karlheinz Wagner. Quando os bombeiros chegaram, o veículo estava completamente queimado. O homem não foi acusado de nenhum delito e a polícia não divulgou seu nome. Ele afirmou que os preços da gasolina chegaram a um patamar tão alto que não podia mais comprar o combustível. Atualmente, o litro de gasolina comum na Alemanha custa 1,55 euros (US$ 9,40 o galão - cada galão corresponde a 3,8 litros). A polícia agora analisa se o cidadão pode ser acusado de violar as leis ambientais, disse Wagner. Se puder e for condenado, as penalidades variam de multas até cinco anos de prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
CombustíveisProtestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.