Alencar defende crescimento e geração de emprego

O vice-presidente da República, José Alencar, defendeu hoje a volta do crescimento do País e a geração de empregos. "É preciso que as atividades produtivas possam remunerar os custos de capital", defendeu Alencar, em rápida entrevista ao chegar à Câmara dos Deputados, onde participa de debate na Comissão de Relações Exteriores sobre política externa. "Enquanto os custos de capital não puderem ser remunerados pelas atividades produtivas pode até haver crescimento, mas pequeno e não aquele que o Brasil precisa", disse. Alencar evitou responder sobre um possivel novo acordo do Brasil com o FMI. "Ninguém melhor do que Palocci (ministro da Fazenda) para conduzir essas negociações", afirmou. Ele também evitou responder se um eventual novo acordo com o FMI ajudaria o País a crescer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.