carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Alencar defende redução de juros para estimular crescimento

Vice-presidente diz que, com as atuais taxas cobradas pelas instituições financeiras, o consumo fica estagnado

Alexandre Rodrigues, da Agência Estado,

28 de outubro de 2009 | 15h12

O vice-presidente da República, José Alencar (PRB), defendeu nesta quarta-feira, 28, a redução dos juros básicos da economia para estimular o crescimento do País. Para Alencar, embora a crise econômica tenha viabilizado a queda da taxa básica da economia, a Selic, a um dígito (8,75%), os juros para o crédito ao consumidor nos bancos e no comércio ainda é alto.

 

Veja também:

linkBancos elevam juros cobrados ao consumidor após 10 meses de queda

 

"A situação da economia brasileira vai muito bem, apesar dos juros básicos que são muito altos. O sistema de juros tem que mudar, porque as atividades não conseguem remunerar o custo de capital no Brasil. Enquanto isso não acontece, é claro que o crescimento fica prejudicado", afirmou Alencar, depois de participar de uma cerimônia na Associação Comercial do Rio de Janeiro. Ele recebeu o título de sócio emérito da instituição.

 

O vice-presidente fez coro com o presidente Lula, que reagiu ontem à alta aumento da taxa média de juros e do spread bancário no mercado financeiro chamando os juros cobrados no cheque especial são "quase um assalto".

 

"Queremos que as pessoas estejam sempre em condições de consumir e comprar o que precisam. Para isso, as taxas de juros precisam cair. O consumidor não pode ficar pagando essa taxa que paga. Isso atrapalha o desenvolvimento do País", afirmou Alencar.

Tudo o que sabemos sobre:
José AlencarjurosSelic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.