Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Alencar descarta transformar dívida da Varig em ações

O vice-presidente e ministro da Defesa, José Alencar, disse hoje, depois de se reunir por três horas com representantes da Varig, que a empresa está trabalhando para o enquadramento da companhia na recuperação judicial,com base na nova Lei de Falências. Alencar, no entanto, não detalhou como esse processo será feito. Ele descartou a proposta que estava sendo feita anteriormente, de transformação das dívidas da Varig em ações para os credores."Isso não, porque estamos sob a égide da nova Lei de Falências, que contempla a recuperação judicial", afirmou."Como a lei entra em vigor 120 dias após a publicação, o que deve alcançar o mês de maio, nesse período os trabalhos que estão sendo feitos visam a chegar no prazo, já em condições de implementar uma nova forma de tratamento, com base na lei de Falências", disse Alencar.Participaram da reunião com o vice-presidente, o presidente da Varig, Carlos Martins, representantes do Unibanco, da empresa de consultoria Trevisan, o comandante da Aeronáutica, Luiz Carlos Bueno, e o diretor do DAC, Jorge Godinho Nery. Alencar disse que todos concordaram com a proposta que está sendo preparada.

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2005 | 14h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.