Alencar explica maior prazo para Varig pagar taxas da Infraero

O vice-presidente José Alencar disse hoje que determinou à Infraero que conceda à Varig um prazo de 15 dias para pagar tarifas aeroportuárias para permitir que a empresa tenha um capital de giro e pudesse concluir as negociações que vem fazendo para a sua recuperação financeira. Alencar explicou que a Infraero passou a cobrar as taxas aeroportuárias diariamente, porque a Varig não vinha cumprindo seus compromissos.Segundo ele, para que a Varig possa ter o mesmo prazo das outras empresas (de 15 dia para pagamento das taxas da Infraero), será cobrado um cheque por garantia. Com isso, disse ele, ao invés de pagar R$ 1,3 milhão por dia, a Varig passará a pagar R$ 20 milhões a cada 15 dias. "Com isso, a Varig vai ter o capital de giro de 20 milhões para atravessar este período e concluir as negociações que está fazendo", afirmou.José Alencar disse também que a discussão em torno da compensação dos créditos que a Varig tem a receber da União com os seus débitos está sub judice. "E não podemos fazer nada", comentou ele referindo-se às ações em tramitação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) em que a Varig reclama o reembolso de prejuízos que teve com os planos econômicos que determinaram o congelamento das passagens aéreas.A Varig alega que tem a receber cerca de R$ 4,5 bilhões (valor aproximado da indenização, de R$ 2,5 bilhões, mais correção monetária)."Vamos ver como podemos colaborar para facilitar as operações da empresa", disse Alencar.O vice-presidente e ministro da Defesa é presidente do Conselho de Administração da Infraero e tem poder de determinar a medida. A decisão será examinada no final do mês, quando o órgão se reúne.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.