Alencar foi informado de que direção da Varig analisa proposta

O vice-presidente da República e ministro da Defesa, José Alencar, disse hoje que foi informado, pela direção da Varig, que algumas propostas de investidores para a compra da companhia estão sendo analisadas pela empresa. Segundo Alencar foi pedido sigilo sobre o nome dos grupos interessados. "Então disse a eles que nem me revelassem", afirmou o vice-presidente e ministro. Minutos antes, o presidente da Infraero, Carlos Wilson, que também participou da reunião, disse que foram apresentadas duas propostas, mas também evitou dar detalhes, afirmando que isso caberia à Varig ou a Alencar.José Alencar afirmou que não há hipótese de alterar a legislação que hoje limita em 20% a participação de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras. Perguntado se poderia revelar se alguma dessas propostas seria de empresa estrangeira, Alencar se limitou a comentar: a lei determina que o controle acionário de uma companhia aérea tem de ser nacional. Se por acaso tiver um grupo estrangeiro interessado e isso fique fora da legislação, claro que não pode, isso é óbvio", afirmou. Alencar disse ainda que não foi comunicado de uma saída do Unibanco das negociações para a reestruturação da Varig. "Ninguém do Unibanco veio hoje e isso não me foi falado". Ele voltou a enfatizar que a decisão sobre o destino da Varig terá que partir da direção da empresa, já que o governo, como poder concedente e não como dono da companhia, "não pode fazer negócios". Alencar disse esperar que a direção da Varig esteja próxima de encontrar uma solução de mercado para a companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.