Alencar quer Furlan atuando no comércio internacional

O presidente em exercício José Alencar disse, na abertura do Congresso Latino Americano de Siderurgia que "o Itamaraty é ideal para as negociações (comerciais internacionais) desde que bem assessorado pelos setores que produzem e participam no comércio internacional". De acordo com Alencar, é necessário negociar "com frieza, independente de qualquer ideologia". Depois do seu discurso Alencar esclareceu em entrevista que não acha que está faltando frieza e que não fez uma crítica ao Itamaraty nas negociações para a Alca. No entanto, ele defendeu a atuação atual do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio e disse que ela devia ser até intensificada. "O ministro é ótimo, o Furlan (ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan)", disse Alencar. Aproveitando que o evento reúne representantes de vários países da América Latina, o presidente em exercício pediu integração para negociar melhor a Alca. Ele repetiu uma metáfora de que para brigar com tubarões, é preciso se organizar em cardumes. "Este brigar é entre aspas, é com amor", disse Alencar que referiu-se aos Estados Unidos como "aquele grande país do Norte".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.