Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Alfonsin renuncia ao seu cargo de senador na Argentina

O ex-presidente da Argentina Raúl Alfonsín (UCR-União Cívica Radical), renunciou ao seu cargo de senador. A decisão de Alfonsin ainda não está clara para seus partidários, que não sabem responder às perguntas dos jornalistas sobre as verdadeiras razões que levaram o ex-chefe de Estado da Argentina a desistir de sua cadeira no Senado, conquistada nas eleições de outubro do ano passado. Seu mandato é de quatro anos e, segundo fontes, Alfonsín estaria querendo transmitir a mensagem, com seu exemplo, de que o momento exige convocação de eleições gerais. Porém, esta versão não é confirmada oficialmente pelo partido, nem pelos assessores de Alfonsín. O ex-presidente é o primeiro parlamentar a renunciar a seu cargo neste período em que as assembléias populares clamam para que "todos deixem seus cargos" e que haja eleições já. Em seu comunicado de renúncia, Raúl Alfonsín criticou o "fundamentalismo do mercado". Disse que nos últimos anos "se promoveu um Estado irresponsável" e que se antes "era um Estado obeso, agora é um Estado indefeso".

Agencia Estado,

25 de junho de 2002 | 16h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.