Aliança com Air France beneficiaria Alitalia, diz ministro italiano

A Alitalia se beneficiaria de uma parceria com a Air France, disse o ministro da Indústria da Itália a um jornal nesta segunda-feira.

Reuters

14 de janeiro de 2013 | 09h16

Investidores italianos do CAI, consórcio que em 2008 pagou mais de 1 bilhão de euros (1,3 bilhão de dólares) para resgatar a companhia, pode exercer opções para negociar as ações, após o período de impedimento encerrado em 12 de janeiro.

"A Itália tem uma grande oportunidade com a Air France. Seria uma vergonha desperdiçá-la", declarou Corrado Passera ao jornal Il Messaggero.

Passera, que liderou o resgate à Alitalia quando dirigia o banco italiano Intesa Sanpaolo cinco anos atrás, disse, no entanto, que a aliança com o grupo franco-holandês não é para agora.

"A Alitalia precisa de tempo para reorganizar os custos, sempre que possível, e melhorar sua oferta comercial para aumentar as receitas de forma adequada", disse o ministro ao jornal.

A Air France, que controla 25 por cento da Alitalia, disse em 7 de janeiro que não havia nenhuma negociação em curso.

Qualquer venda de ações antes de outubro requer aprovação da diretoria da Alitalia.

(Por Antonella Ciancio)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASALITALIAAIRFRANCELEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.