Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Aliansce tem queda no lucro no 1o trimestre, mas Ebitda sobe

A administradora de shopping centers Aliansce encerrou o primeiro trimestre deste ano com queda de 80,5 por cento no lucro líquido, na comparação com um ano antes, para 6,1 milhões de reais.

Reuters

26 de novembro de 2013 | 15h46

Apesar da queda do resultado, em termos operacionais a companhia apurou uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 69,758 milhões de reais no período, alta de 53,7 por cento na mesma base de comparação. A margem Ebitda passou de 64,1 para 67,3 por cento.

A receita líquida também registrou crescimento no período, de 46,2 por cento, totalizando 103,6 milhões de reais.

As vendas em shoppings abertos há mais de um ano da empresa por metro quadrado subiram 12,1 por cento, enquanto o aluguel nesses estabelecimentos por metro quadrado avançou 13 por cento.

A companhia, porém, apurou um crescimento no resultado negativo que passou de 12,65 milhões de reais no primeiro trimestre de 2012 para 39,5 milhões nos três meses encerrados em março.

"As despesas financeiras são relacionadas com as aquisições de participações em 7 shoppings em 2012 e no desenvolvimento (...) e expansões dos shoppings da companhia", informou a Aliansce no balanço.

(Por Roberta Vilas Boas)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSTRUCAOALIANSCERESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.