coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Alimentos e educação levam ao menor IPC-S desde outubro

O índice semanal desacelerou para 0,39% na terceira medição do mês contra alta de 0,59% na segunda semana

REUTERS

26 de fevereiro de 2009 | 08h20

A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou para 0,39% na terceira prévia de fevereiro, ante taxa de 0,59% na segunda, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.  Veja também:   Alta dos produtos agrícolas faz IGP-M subir 0,26%"Este foi o menor resultado apurado pelo indicador desde a terceira semana de outubro de 2008, quando o índice registrou variação (positiva) de 0,34%", disse a FGV em comunicado. Os grupos Alimentação e Educação, leitura e recreação foram os principais responsáveis pelo arrefecimento da taxa. Os preços de alimentos subiram 0,31% na terceira leitura do mês, ante alta de 0,81% na anterior. Destacaram-se a desaceleração dos custos de hortaliças e legumes, frutas e carnes bovinas. Os de educação avançaram 1,25% agora, ante elevação anterior de 1,93% . Esse grupo tem um aumento sazonal de preços nos dois primeiros meses do ano, mas a pressão arrefece significativamente em seguida. Entre os itens individuais, as maiores influências para baixo para o indicador foram as quedas de preços de tomate, maracujá, limão, mamão papaia e maçã nacional. Os destaques individuais de alta vieram de manga, tarifa de ônibus urbano, abacaxi, aluguel residencial e batata-inglesa. A terceira prévia do IPC-S foi calculada com base nos preços coletados entre 23 de janeiro e 22 de fevereiro. (Por Vanessa Stelzer)

Tudo o que sabemos sobre:
INFLACAOIPCSFEVEREIRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.