Alimentos no atacado pesam e IGP-M sobe 0,34% em março

Os preços dos alimentos in natura no atacado tiveram uma forte alta em março, o que acabou contribuindo para a aceleração do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) no mês. O indicador registrou alta de 0,34% em março, depois de ter fechado fevereiro com ganho de 0,27%, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira, 29.A variação ficou um pouco acima das projeções de analistas consultados pela Reuters. De acordo com a pesquisa, os economistas esperavam uma alta de 0,31% para o índice. Os prognósticos variaram de 0,20% a 0,41%.A aceleração do índice já era esperada. Os alimentos in natura costumam subir fortemente no início do ano, por conta do período das chuvas. O Índice de Preços por Atacado (IPA), que pesa 60% na composição do IGP-M, subiu 0,33% em março, de acordo com comunicado da FGV. Em fevereiro, o IPA subiu 0,21%. O subgrupo alimentos in natura registrou inflação de 8,07%.O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem participação de 30% na formação da taxa geral, teve ganho de 0,45% em março, praticamente no mesmo patamar de fevereiro, quando o índice subiu 0,43%. "Cinco das sete classes de despesas componentes do índice apresentaram aceleração. As principais contribuições para o acréscimo da taxa do índice partiram dos grupos Alimentação e Vestuário", afirmou a FGV.O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou um aumento de 0,17%, depois de fechar fevereiro com ganho de 0,26%.O IGP-M de março corresponde à variação dos preços entre os dias 21 de fevereiro e 20 de março. No ano, o IGP-M acumula alta de 1,11%. Nos últimos 12 meses, o índice registrou variação de 4,26%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.