finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Alimentos podem elevar inflação em janeiro

A alta nos preços dos alimentos prevista para janeiro, em decorrência das chuvas, poderá elevar o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A estimativa é de que o Índice fique em 0,40% nesse mês. A informação foi dada há pouco pelo coordenador do IPC, Heron do Carmo. "O susto com os preços dos hortifrutigranjeiros nessa época do ano deverá aumentar a taxa", afirmou. O IPC da primeira quadrissemana do mês ficou em 0,29%, registrando ligeira alta sobre dezembro, quando a inflação em São Paulo foi de 0,26% (veja mais informações no link abaixo). Ele ressaltou que no primeiro quadrimestre do mês, o grupo saúde registrou alta de 0,25% com aumentos nos preços dos medicamentos. Quanto à educação, com alta de 0,01% na primeira quadrissemana, o coordenador acrescentou que os aumentos das mensalidades, principalmente nos cursos formais, deverão também elevar o Índice. Na opinião do coordenador, o primeiro semestre deste ano deverá apresentar uma taxa de inflação ligeiramente superior a 0,87%, índice registrado nos primeiros seis meses do ano passado. Ele ressaltou que, caso haja aumento nos preços de tarifas dos ônibus e água, a estimativa deverá sofrer ligeira alteração.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2001 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.