Alimentos terão rótulo padronizado

O ministro da Saúde, José Serra, lançou ontem uma campanha nacional contra a obesidade, que começa pela exigência de que todos os alimentos industrializados tenham em seus rótulos informações nutricionais detalhadas. Indústrias, produtores e distribuidores de alimentos terão 180 dias para se adequar à portaria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que será publicada até segunda-feira no Diário Oficial da União, com a padronização de rótulo. Alimentos nacionais e importados terão de exibir, por 100 gramas e por porção, valor calórico, teor de proteínas, quantidade de gorduras totais e saturadas, colesterol, carboidratos, fibra alimentar, cálcio, ferro e sódio. As indústrias e fornecedores que não se adequarem à nova legislação terão seus produtos apreendidos e vão pagar multas entre R$ 2 mil e R$ 200 mil. Serra afirmou que o assunto será tratado como crime contra a saúde pública. Os importadores terão de pôr rótulos em produtos vendidos no País, com as mesmas especificações.A campanha terá ainda um mutirão, que deve começar no início do ano que vem, para identificar diabete em pessoas com mais de 50 anos. As doenças causadas pela obesidade representam um gasto anual de R$ 1,5 bilhão na saúde pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.