Alitalia não corre risco de concordata, diz presidente

Giuseppe Bonomi, chairman da companhia aérea Alitalia SpA, informou que a empresa não está perto de uma concordata, porém acrescentou que o plano de redução de custos deverá ser implementado de forma a tornar a companhia financeiramente estável. O recém-nomeado Bonomi disse que "no momento, a Alitalia não corre o risco de uma concordata, após observações alarmantes feitas no final de semana pelo ministro dos Transportes da Itália, Pietro Lunardi, o qual afirmou que a companhia aérea entraria em concordata dentro de três ou quatro meses, caso a força de trabalho não seja reduzida. Francesco Mengozzi, CEO da Alitalia, pretende diminuir os membros da tripulação, porém sua proposta enfrentou massivos protestos por parte dos comissários de bordo. "Segundo os termos do plano, o pessoal em terra não será eliminado", afirma Bonomi. Mengozzi deverá se reunir com representantes do governo e de sindicatos amanhã visando chegarem a um acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.