Alívio com Fed impulsiona ações asiáticas

A maioria dos mercados acionários da Ásia subiu nesta quinta-feira depois que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, indicou que não tem pressa para começar a elevar a taxa de juros, mesmo que comece a planejar uma estratégia de saída de uma era de política monetária expansionista.

SHINICHI SAOSHIRO, REUTERS

10 de julho de 2014 | 07h56

Às 7h46 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,18 por cento.

O índice japonês Nikkei contrariou a tendência e registrou queda de 0,56 por cento, pressionado por uma queda recorde nas encomendas de maquinário em maio que levantaram dúvidas sobre a perspectiva para gastos de capital e a força de sua recuperação econômica.

As exportações chinesas em junho também ficaram aquém das projeções de mercado, mas causaram uma reação limitada nos mercados regionais pois reforçaram as expectativas de que Pequim terá de apresentar mais medidas de estímulo para estabilizar a economia e cumprir sua meta de crescimento em 2014.

Segundo ata da última reunião do Fed divulgada na quarta-feira, o banco central reconheceu o recente fortalecimento na economia dos EUA mas sugeriu que é improvável que eleve as taxas de juros até a segunda metade de 2015.

A falta de uma mensagem mais dura do Fed sobre a política monetária tranquilizou preocupações sobre elevações de juros e ajudou Wall Street a interromper dois dias de quedas na quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.