Alívio nos mercados dura pouco

A euforia dos investidores com a ação coordenada de cinco grandes bancos centrais internacionais, ontem, para adicionar liquidez ao sistema financeiro foi passageira. As Bolsas nos EUA chegaram a cair no final da tarde, com a aceleração das perdas das ações do setor financeiro, mas fecharam com leves altas. A Bovespa também terminou com ganho reduzido, de 0,36%, aos 64.741,7 pontos. O dólar à vista subiu 0,94%, a R$ 1,772 na roda da BM&F, e 0,85%, a R$ 1,773 no balcão. Os juros voltaram a subir, pressionados ainda pela continuidade do impasse em torno da prorrogação da CPMF no Senado, a expectativa de uma ata do Copom mais conservadora hoje e preocupações com a pressão inflacionária e as conseqüências para a política monetária do forte PIB do 3º trimestre. O juro janeiro 2010 avançou a 12,44%. O risco Brasil caiu a 210 pontos-base.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.