Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

ALL terá terminal de R$ 730 milhões em Mato Grosso

Investimentos serão feitos pelos próprios clientes da empresa, para movimentação de grãos, líquidos e contêineres

Silvana Mautone, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2011 | 00h00

A empresa de logística ALL anunciou ontem a construção de um terminal intermodal em Rondonópolis, Mato Grosso, com investimentos de R$ 730 milhões. Segundo a empresa, os investimentos serão feitos pelos próprios clientes. O complexo multimodal terá capacidade industrial de 15 milhões de toneladas por ano, podendo chegar a até 30 milhões de toneladas por ano, de acordo com a demanda.

Segundo a ALL, este será o maior complexo intermodal do País. Ele será instalado em uma área de quase 400 hectares e terá 4 milhões de metros quadrados. Será usado para a movimentação de grãos, combustíveis, fertilizantes, produtos frigorificados, algodão e madeira, entre outros produtos.

A construção está prevista para ter início ainda este ano. A estimativa é que o complexo intermodal esteja concluído no segundo semestre de 2012, juntamente com a conclusão das obras de construção da ferrovia até Rondonópolis.

O terminal de grãos será o maior do complexo. Dos R$ 730 milhões de investimentos previstos, R$ 450 milhões serão investidos na infraestrutura destinada para grãos. Entre as empresas que investirão nesse terminal estão grupos como Bunge, ADM, Maggi, Dreyfus e Cargill.

A área destinada ao transporte de grãos terá 1,58 milhão de m² e duas linhas ferroviárias com trens de 120 vagões.

O segundo maior terminal em Rondonópolis será o destinado ao transporte de líquidos, que receberá R$ 150 milhões em investimentos. Entre as empresas que investirão nesse terminal estão a Raízen, a Ipiranga e a BR. O espaço destinado a fertilizantes receberá recursos de R$ 100 milhões e terá empresas como Mozaic, Bunge e Heringer.

O espaço destinado para a movimentação de contêineres receberá cerca de R$ 30 milhões e será operado pela Brado, braço da própria ALL criado no final do ano passado para atuar nesse segmento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.