Alta de alimentos não é fenômeno temporário, diz CE

Segundo presidente da Comissão, José Manuel Barroso, preços continuarão altos no médio prazo

Deise Vieira, da Agência Estado,

19 de maio de 2008 | 13h25

O presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, acredita que os preços mundiais dos alimentos continuarão altos no curto e médio prazos, disse o jornal italiano La Repubblica citando um relatório que ele irá apresentar nesta terça-feira. Veja também:Entenda a crise dos alimentos  "Todas as informações sugerem que a alta dos alimentos não é um fenômeno temporário. Pelo contrário, os custos provavelmente permanecerão elevados no curto e médio prazos", afirmou Barroso. O relatório que ele apresentará irá culpar o aumento do custo de energia e o crescimento da população mundial, além da demanda maior por alimentos por parte de países como China, Brasil e Índia. De acordo com o jornal, o relatório também abrirá debate sobre produtos transgênicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.