Alta de exportações é a saída para o Brasil, diz Fishlow

O economista Albert Fishlow, da Universidade de Columbia, disse hoje que o aumento das exportações é o caminho para a resolução dos principais problemas brasileiros. Segundo ele, o Brasil precisa aumentar o volume para pelo menos 15% do PIB, ante cerca dos 10% atuais. Desse modo, afirmou, será possível enfrentar os problemas de pobreza e desigualdade social, garantindo um desenvolvimento sustentável. Outro fator citado como fundamental por Fishlow é o aumento da poupança interna, como forma de reduzir os efeitos de choques externos sobre o País. Segundo o economista, um alto volume de reservas já não é suficicente para enfrentar as volatilidades externas. Fishlow afirmou que o Brasil tem hoje a mesma taxa de poupança interna de 1959 e o aumento dessa taxa não será suficiente para impedir os contágios totalmente, mas "eliminará parcialmente" esses efeitos. Ele participa de seminário internacional Novos Rumos do Desenvolvimento, na sede do BNDES.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.