Alta de imposto encarece minério indiano para a China

Aumento da tarifa deve adicionar US$ 4 a US$ 5 por tonelada ao custo do minério indiano

Agênia Estado e Dow Jones,

28 de dezembro de 2009 | 05h46

As siderúrgicas chinesas vão pagar grande parte da conta resultante da decisão da Índia de aumentar os impostos de exportação sobre o minério de ferro, de acordo com relatórios chineses publicados nesta segunda-feira, 28.

O Ministério das Finanças da Índia anunciou na semana passada a imposição de uma taxa de 5% sobre as exportações do minério de ferro fino e o aumento de 5% para 10% na alíquota do imposto sobre a exportação do minério granulado. A cobrança entrou em vigor no dia 25, segundo websites de empresas de exportação e importação do setor e das consultorias especializadas Umetal e Mysteel, além do Custeel, um portal patrocinado pela Associação do Ferro e do Aço da China (Cisa, na sigla em inglês).

O aumento do imposto deve adicionar US$ 4 a US$ 5 por tonelada ao custo do minério indiano, disseram os websites. O preço no mercado à vista para o minério fino indiano com grau 63,5% aumentou para US$ 120 por tonelada na semana passada, o maior valor desde o início da crise financeira global.

A China está prestes a iniciar negociações com as mineradoras globais sobre os preços de referência de 2010, que devem aumentar em cerca de 20%, de acordo com as expectativas, depois de um desconto de 33% no ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
siderurgiaChinaÍndiaimposto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.