Alta de juro na China segurará depósitos, diz assessor do BC chinês

Li Daokui afirmou ainda que o juro maior pode ajudar a conter os preços imobiliários 

Reuters,

20 de outubro de 2010 | 08h06

O aumento de juro feito pela China na terça-feira ajudará a direcionar mais dinheiro para depósitos bancários e deterá a especulação imobiliária, disse Li Daokui, acadêmico assessor do banco central do país.

"A alta do juro fará as pessoas se sentirem seguras e evitará que elas tirem seu dinheiro (dos bancos) para investir em ações ou no mercado imobiliário", afirmou ele à televisão estatal nesta quarta-feira, depois de a China surpreender, na véspera, o mercado com um aperto monetário.

Ele disse ainda que o juro maior pode ajudar a conter os preços imobiliários, mas que o governo terá que considerar outras medidas para deter a especulação.

China subiu juro temendo efeitos da inflação

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) elevou as taxas de referência para depósitos e para empréstimos ontem porque "as preocupações com a alta dos preços superaram os temores relacionados ao crescimento econômico", disse o conselheiro do PBoc, Li Daokui, segundo a agência de notícias Xinhua.

As estatísticas mostram que a economia está se recuperando, enquanto os preços de bens permanecem em níveis elevados, reporta a Xinhua citando Li.

Taxas de juro real negativas - quando a taxa de inflação excede a taxa nominal de retorno sobre o depósito dos bancos - foi outro motivo da alta do juro, afirmou Li. 

(Com informações da Dow Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
jurochinadepósitos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.