Alta de potência de hidrelétricas vai despencar em 2008

Ao longo de 2008, o Brasil deverá agregar apenas 203,5 MW de potência nova gerada a partir de hidrelétricas, o que corresponde a cerca de 10% ao realizado nos últimos anos. Em 2007 o aumento de potência de novas hidrelétricas somou 2.215 MW e atingiu 2.367 MW em 2006. Os dados fazem parte do acompanhamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e mostram as dificuldades vividas pelo setor para a construção de novas hidrelétricas, especialmente devido às restrições ambientais.Para os anos seguintes, há uma ligeira melhora, com a previsão de acréscimo de 897,8 MW em 2009, 1.983,4 MW em 2010 e 1.086,2 MW em 2011, totalizando 4.180,7 MW de potência nova no período de quatro anos. Nesse grupo estão incluídas apenas as hidrelétricas sem restrições ambientais e/ou societárias e classificadas no grupo ''verde'' pela Aneel.Ao todo, considerando todas as hidrelétricas, incluindo as com restrições ''leves'' (cor amarela, no conceito da Aneel) ou restrições ''graves'' (vermelha), o País poderá agregar mais 6.996 MW de potência de novas hidrelétricas até 2011, o que equivale a uma média anual de 1.750 MW. Nesse grupo estão 413,5 MW com restrições leves (amarelo) e outros 2.402 MW de usinas com restrições graves (vermelho).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.