Alta do barril ajuda a derrubar bolsas nos EUA

O mercado americano de ações fechou ontem em queda forte, em pregão dominado pelo temor quanto às perspectivas da economia. A taxa de desemprego dos EUA deu um inesperado salto de 5% em abril para 5,5% em maio e os preços do petróleo dispararam, derrubando o dólar. O índice Dow Jones caiu 3,13%, na maior queda desde 27 de fevereiro de 2007 e no nível mais baixo desde 19 de março deste ano. Os destaques negativos foram as ações do setor financeiro. O Nasdaq recuou 2,96%, na maior queda em porcentual desde 5 de fevereiro. E o S&P-500 caiu 3,09%, também com a maior queda em porcentual desde 5 de fevereiro e no nível mais baixo desde 15 de abril. Para o economista-chefe da Nomura Securities, David Resler, "se os preços do petróleo continuarem nesses níveis, provavelmente nós entraremos em recessão".

Agências Internacionais, O Estadao de S.Paulo

07 de junho de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.