Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Alta do diesel provocará aumento nas tarifas de ônibus

A alta de 9,5% no preço do óleo diesel, anunciada nesta sexta-feira pelo Petrobras, deverá provocar aumento nas tarifas de ônibus e mais pressão inflacionária, disse nesta sexta-feira o presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Vieira da Cunha Filho.De acordo com ele, os aumentos no preço do produto acumulados no ano somam 68,71% e o impacto do preço do combustível nos custos das empresas transportadoras é de 25%. Por isso, o aumento neste ano representa uma expansão de 17,18% nos custos das companhias do setor em 2002."Não dá para entender porque a Petrobras resolve aumentar o combustível num momento em que o dólar se estabiliza, diminuindo a pressão sobre o preço do barril de petróleo", critica Cunha. "Diante de medidas como essa, a volta da inflação é inevitável." Segundo o presidente da associação, a questão deve ser encarada como um problema econômico e social. Quando as tarifas sobem, a população faz menos viagens e as empresas do setor têm menos receita. "Atualmente, 40% dos deslocamentos na cidade de São Paulo são feitos a pé; no passado, esse número não passava de 25%."A entidade defende a criação de um fundo de recursos para investimentos em transporte urbano, particularmente na criação de corredores exclusivos de ônibus. Segundo Cunha, 5.500 dos 10 mil ônibus de São Paulo poderiam ser retirados das ruas se trafegassem em corredores, com velocidades médias de 25 km/h. Atualmente, a velocidade dos veículos é de 12,5 km/h.O presidente da entidade declarou que vê com bons olhos algumas iniciativas do programa do PT para os transportes. Entre elas, o fortalecimento do vale-transporte, a desoneração tarifária e o combate ao transporte clandestino.

Agencia Estado,

29 de novembro de 2002 | 20h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.