Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Alta do dólar ante o iene sustenta ações japonesas

O dólar registrou ganhos generalizados na Ásia nesta terça-feira, atingindo máxima de seis anos contra o iene, o que deu forte impulso para as ações de exportadores japonesas.

WAYNE COLE, REUTERS

09 de setembro de 2014 | 07h45

O iene em queda tende a ser visto como positivo para exportadores japonesas e lucros corporativos, e ajudou a levar o índice Nikkei de Tóquio ao seu fechamento mais alto desde janeiro, com ganho de 0,28 por cento.

O índice japonês mais amplo Topix subiu 0,08 por cento mas novamente não conseguiu vencer uma forte resistência no pico deste ano de 1.308 pontos. A superação deste limite colocaria o índice em terreno visto pela última vez em julho de 2008.

Segundo a Nomura Securities, uma queda de 1 iene contra o dólar impulsiona em 300 bilhões de ienes os lucros operacionais agregados das empresas que compõe o Topix.

Já o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão mostrava fraqueza e às 7h39 (horário de Brasília) recuava 0,03 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.