Alta do dólar faz lucro da Petrobras cair 17%

O lucro da Petrobras registrou queda de 17% no primeiro semestre deste ano. Em 2003, no mesmo período, a companhia lucrara R$ 9,37 bilhões. Este ano, nos primeiros seis meses, o lucro foi de R$ 7,80 bilhões. A alta do dólar foi a principal causa do resultado, na avaliação do diretor financeiro da companhia, José Sergio Gabrielli.Como a companhia não fez grande captação e pagou dividendos aos acionistas, o dinheiro em caixa também foi reduzido, passando de R$ 21 bilhões em março para R$ 18,9 bilhões em junho. Também os investimentos não foram feitos ao ritmo esperado, segundo a estatal, devido a atrasos na obtenção de licenças ambientais, especialmente para a rede de gasodutos.A alta da moeda norte-americana aumentou as despesas com pagamento de dívidas contraídas em dólar e a redução da produção nacional obrigou a estatal a importar mais petróleo e derivados, que foram valorizados no mercado externo com sucessivos aumentos de cotação. Gabrielli culpou ainda a "a bolha formada no primeiro trimestre de 2003 pela Guerra do Iraque". O diretor também citou o aumento de gastos com terceirização de serviços, principalmente no transporte marítimo e aéreo e nos serviços de restauração de equipamentos.No primeiro semestre de 2004 o grupo investiu R$ 8,55 bilhões, a maior parte no desenvolvimento da capacidade de produção de petróleo e gás natural. Em 30 de junho, o valor de mercado da Petrobras alcançou R$ 90,094 bilhões e representava 150% do patrimônio líquido da controladora, de R$ 59,9 bilhões. O valor da empresa cresceu 53% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.