Alta do imposto ainda preocupa pequenos negócios

O aumento do imposto da cerveja, anunciado pelo governo em abril e adiado para setembro, tira o sono dos pequenos empreendedores do setor. Calcula-se que a alta no preço do produto fique, em média, em torno de 2,25%.

O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2014 | 03h12

De acordo com Marcelo Carneiro, proprietário da cervejaria Colorado e também presidente da Associação Brasileira de Microcervejarias (Abmic), a postergação proposta pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, é uma oportunidade de união dos empresários. "O adiamento nos deu mais tempo de articulação. Vamos tentar explicar para o governo que esse aumento será muito pesado para nós."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.