Alta do real ajuda Telefónica a aumentar lucros em 2005

O Grupo Telefónica Latinoamérica obteve em 2005 um lucro líquido de 1,106 bilhão de euros (US$ 1,328 milhão), o que representa um aumento de 46,7% em relação ao exercício anterior, segundo as contas remetidas hoje à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) da Espanha.O grupo atribuiu grande parte da melhora de seus resultados à boa evolução das operadoras de telefonia fixa, Telefónica Empresas América (TEA) e TIWS, assim como à valorização das divisas latino-americanas, especialmente do real - que teve alta de 21%.VolumeO volume de negócios subiu 22,5%, atingindo 8,265 bilhões de euros (9,918 bilhões). Com isso, o Ebitda, resultado operacional antes das amortizações, subiu 14,1%, chegando a 3,758 milhões de euros (US$ 4,510 bilhões).O lucro operacional registrou uma evolução similar, subindo 14,6%, e alcançando 1,965 milhão de euros (US$ 2,359 bilhões).Investimentos e banda largaA companhia aumentou seus investimentos em 13,2%, atingindo 1,061 milhões de euros (US$ 1,273 bilhões), devido às maiores aplicações nos negócios com banda larga. No fechamento do exercício, o Grupo Telefónica Latinoamérica administrava 28,2 milhões de acessos - 7% a mais que em 2004. Essa alta foi resultado, principalmente, do aumento de 53,8% dos acessos no varejo à Internet de banda larga que alcançaram 2,1 milhões.Os acessos de telefonia fixa cresceram 1,5% no ano, registrando um total de 21,6 milhões.Entre as filiais, a operadora brasileira Telesp faturou 4,852 bilhões de euros (US$ 5,823 milhões), o que representa alta de 7,9%. O seu Ebitda subiu 9,5%, atingindo 2,221 milhões de euros (US$ 2.666 bilhões).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.