Alta em 15 setores da Bovespa em um ano

A Economatica analisou o desempenho dos diversos setores na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) desde o dia 26 de setembro de 2001, data em que o Ibovespa atingiu seu mínimo (10.005 pontos) após os ataques terroristas a Nova York e Washington. O estudo aponta que 15 entre 18 setores tiveram valorização média positiva no período. Na mesma comparação, o índice Ibovespa teve uma leve desvalorização de 0,5% fechando ontem em 9.954 pontos.Os três setores com valorização negativa são os de Minerais não Metálicos, Transporte/Serviços e Telecomunicações, com quedas de 19,8 %, 17,3% e 3,3 % respectivamente. Os setores com melhor desempenho no período foram os de Construção e Mineração com 60,3 % e 48,8 % respectivamente. Para realizar o cálculo, foi considerada a variação média com a totalidade de empresas presentes desde 26 de setembro do ano passado na base de dados da Economatica, que representa mais de 99% do volume financeiro das empresas listadas na bolsa brasileira. Cada empresa foi representada pela sua ação mais negociada, atribuindo-se peso igual a todas as ações.Veja abaixo as oscilações medias dos setores na Bovespa de 26 de setembro de 2001 a 9 de setembro de 2002 em R$ (%):Número de empresasNúmero de empresasSetorOscilação 12Construção60,3%3Mineração48,8%27Química48,4%9Papel e Celulose45,2%15Alimentos e Bebidas45,1%8Máquinas Industriais43,6%28Siderurgia e Metalurgia43,5%7Comércio34,9%11Eletroeletrônicos30,0%18Veículos e peças21,1%18Bancos e Finanças17,7%7Petróleo e Gás3,8%29Têxtil3,4%29Energia Elétrica3,3%31Outros0,6%28Telecomunicações-3,3%4Transporte e Serviços-17,3%5Minerais não Metálicos-19,8%

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.