Alta gradual dos juros nos EUA alivia o governo brasileiro

A decisão do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, de elevar a taxa de juros em 0,25 ponto porcentual foi recebida com alívio e tranqüilidade por integrantes do governo brasileiro. Para o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, a alta deverá dar mais tranqüilidade ao cenário econômico internacional e confirma a retomada do desenvolvimento econômico global, com crescimento nos EUA, Europa e Ásia, especialmente o Japão.Para o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, a decisão ficou de acordo com as expectativas do mercado. "A decisão veio dentro do esperado", afirmou Meirelles.O diretor de política monetária do Banco Central, Luiz Augusto Candiota, disse que o discurso com que o Fed explicou a elevação dos juros mostrou que a autoridade norte-americana adota uma postura gradualista na condução da política monetária. "Tanto é que os mercados reagiram bem", afirmou.Na opinião do diretor de Política Econômica do BC, Afonso Bevilaqua, a decisão "ajuda a normalizar o ambiente de incertezas dos últimos dias", afirmou.

Agencia Estado,

30 de junho de 2004 | 19h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.