Alta no preço do álcool aumenta procura pelo gás

Os reajustes no preço do álcool, que subiu 25% em um mês, estão levando donos de automóveis a optarem pelo gás na hora do abastecimento. A alta, atribuída à paralisação na produção do combustível por causa da entressafra da cana-de-açúcar, fez com que o preço do litro do álcool ultrapassasse o do metro cúbico do GNV (gás natural veicular). Nos postos da região de Sorocaba, o preço médio do álcool está em R$ 1,31, segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sincopetro), enquanto o preço médio do GNV é de R$ 1,29. Em alguns postos, o álcool era vendido nesta terça-feira a R$ 1,45 nas bombas. Segundo a presidente regional do Sincopetro, Ivanilde Vieira, um novo aumento deve acontecer em razão do início da vigência das normas que estabelecem maior rigor quanto à sonegação fiscal e à adulteração de combustíveis. O preço da gasolina, que tem 23% de álcool em sua composição, também deve subir, segundo Ivanilde. Nesta terça-feira, o litro da gasolina custava em média R$ 2,35 em Sorocaba. A vantagem econômica do GNV em relação aos demais combustíveis decorre do maior rendimento, segundo o tecnólogo Odair Perizotto. "Meu carro faz 10 km por litro de gasolina e 8,5 km por litro de álcool, mas com GNV rende 12 km por m³." Pelas suas contas, para rodar mil quilômetros, ele gastaria R$ 234 com gasolina, R$ 131 com o álcool no preço atual e R$ 107,49 com GNV. Em relação ao álcool, a economia é de quase 30% e, sobre a gasolina, de 55%. Perizotto considera, porém, que o número de postos que dispõem de GNV ainda é pequeno. Em Sorocaba, dos 90 postos, 15 têm esse combustível. No posto Cacel, as vendas de gás subiram 20% neste início de ano, segundo o frentista Eduardo Campos. As conversões de veículos para o GNV também estão aumentando. "Numa época geralmente parada, o serviço é tanto que suspendi uma viagem à praia", disse Paulo Elísio Amorim, sócio de uma oficina. A frota de veículos movidos a gás é de 14,5 mil na região e ainda representa menos de 5% do total. Este mês, quem possui um veículo movido a GNV está usufruindo de 25% de desconto no Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.