Altamir Lopes aposta na viagem de Lula para atrair investimento

O chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes, avaliou que o encontro hoje do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com investidores estrangeiros, em Nova York, abre uma expectativa maior de ingresso de investimentos diretos no País. Segundo ele, a expectativa é que a decisão desses novos investimentos tenha maior impacto a partir do próximo ano. Mas ele espera uma fluxo maior já no final desse ano.O chefe do Depec aposta no aumento dos investimentos estrangeiros diretos no País à medida que se consolide o crescimento sustentado da economia brasileira. Altamir também espera um fluxo maior com a volta da normalidade no cenário externo. Na sua avaliação, os investimentos estrangeiros diretos vão começar a fluir de forma mais significativa para a indústria, que vai superar o setor de serviços.Boa colocaçãoSegundo ele, mesmo com essa redução no ingresso de investimentos diretos no País, o Brasil ocupa o 2º lugar no ranking de países emergentes que mais captam investimentos estrangeiros, ficando atrás apenas da China. "O Brasil sem dúvida nenhuma é um pólo importante de alavancagem de exportações, principalmente para a América Latina", disse ele.

Agencia Estado,

23 de junho de 2004 | 14h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.