Altamir Lopes espera nova redução da dívida púbica em outubro

O chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes, espera uma nova redução da dívida líquida do setor público em outubro. Tomando por base uma taxa de câmbio de R$ 2,85 por dólar, o que levaria uma apreciação cambial no mês de 2,5%, ele acredita que a dívida deve fechar o próximo mês em 57,3% do PIB. Pelos dados do Banco Central divulgados hoje, a dívida líquida do setor público caiu de 58,3% do PIB em agosto para 57,7% em setembro. Altamir Lopes afirmou que a folga de R$ 2,87 bilhões no superávit primário das contas do setor público até setembro garante o cumprimento da meta de 4,25% do PIB prevista para o ano. "Essa margem já nos assegura o cumprimento da meta", disse ele, lembrando que no último trimestre do ano há uma aumento sazonal das despesas, com elevação de pagamentos ? 13º salário e férias dos servidores públicos e aposentados.Segundo ele, os números de setembro foram muito favoráveis, com todas as esferas de governo apresentado superávit nas suas contas. "Isso fez com que houvesse uma redução no endividamento público", comentou ele, destacando que a dívida líquida do setor público registrou no mês redução tanto em valores nominais como em relação ao PIB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.