portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Aluguel comercial em SP tem primeira queda desde 2006

Pela primeira vez desde maio de 2006, o aluguel comercial na cidade de São Paulo apresentou queda nos valores em fevereiro, interrompendo um ciclo que só nos últimos seis meses acumulava alta de 6,55%. De acordo com levantamento do Fórum de Justiça de São Paulo e da administradora de condomínios Hubert, o setor teve recuo médio de 0,67% no mês passado, o que reduziu de 13,43% em janeiro para 11,12% em fevereiro a alta acumulada em 12 meses. Dados do Fórum ainda apontam que houve recuo em todas as regiões pesquisadas, com destaque para a área central da capital paulista, cuja redução chegou a 0,87%.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

23 de março de 2009 | 16h51

Segundo o diretor da administradora de condomínios, Hubert Gebara, a queda nos alugueis comerciais representa os primeiros indícios de que a crise financeira internacional afeta também o mercado imobiliário brasileiro. "Ainda que em pequena medida, a crise já afeta alguns setores imobiliários, como a diminuição no lançamento de empreendimentos, a compra ou incorporação de terrenos e a queda dos alugueis comerciais", explica. "O aluguel comercial de médio padrão é um dos mais importantes termômetros da economia, já que representa desaquecimento comercial em pequenos e médios negócios", frisa o diretor.

Em contrapartida, Hubert minimiza os reflexos da recessão no mercado residencial. "Ainda não houve indícios de que esse mercado sofrerá quedas e, pelo alcance da crise, não acredito que haverá reflexos profundos. Se houver, será uma diminuição pequena da procura", diz.

Tudo o que sabemos sobre:
imóveisaluguel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.