Alumínio cai ao menor valor em dois anos

Fatores técnicos e fundamentos levaram ontem o alumínio à sua mais baixa cotação desde junho de 2010 na bolsa de metais de Londres. Vendedores têm aproveitado qualquer pequena apreciação do metal para se desfazerem de suas posições. Com isso, o alumínio chegou a cair 1,37% antes de se recuperar de parte das perdas e fechar em queda de 1,07%, a US$ 1.844,50 por tonelada. Também registraram quedas consideráveis o zinco (-1,55%) e o chumbo (-1,09%). Beneficiado pelo estoque relativamente baixo em relação a outros metais, o cobre subiu 0,19%.

O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.