Alumínio lidera reciclagem, aponta estudo

O alumínio é o principal destaque entre os materiais reciclados no Brasil. O índice de reciclagem (quanto do total produzido é reciclado) do produto chega a 87% e a tendência é crescente. Segundo destaca o documento da pesquisa de desenvolvimento sustentável divulgada pelo IBGE, esse porcentual é muito elevado, mesmo quando comparado aos valores internacionais, o que é atribuído ao alto valor de mercado da sucata de alumínio. Para os restantes dos materiais pesquisados, os índices de reciclagem variam de 35% a 45%, todos com tendência também crescente. "O aumento nos preços das matérias-primas e da energia, associado a legislações municipal, estadual e federal cada vez mais exigentes em termos ambientais, devem fazer com que os índices de reciclagem de todos os materiais mantenham a tendência de crescimento por muito tempo", afirma o documento. O índice de reciclagem de latas de alumínio recicladas subiu de 50% em 1993 para 87% em 2002. O porcentual é bem maior, por exemplo, do que as embalagens PET, cujo índice passou de 18,8% em 1994 (não há indicador anterior) para 35% em 2002. O técnico responsável pela análise das informações econômicas da pesquisa, Flávio Bolliger, disse que a reciclagem das PET ainda é menor porque o preço pago pelo produto é menor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.