Amaral espera retomar negociação com Argentina

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral, informou que pretende retomar, em março, as negociações com o governo argentino sobre o mecanismo de compensação da dívida de importadores daquele país com exportadores brasileiros, em futuras operações de comércio bilateral. Esse mecanismo levaria em conta o esperado superávit comercial da Argentina no comércio com o Brasil. Segundo Amaral, a retomada das negociações poderá ser feita no próximo dia 21, quando ele provavelmente embarcará para Buenos Aires. Essa data, entretanto, ainda não está confirmada. Amaral deu estas informações momentos antes de proferir palestra no XII Congresso da Confederação das Associações Comerciais do Brasil, que se realiza hoje e amanhã em Brasília, sobre o tema "A Exportação como Caminho para Sobrevivência Econômica do País".Sérgio Amaral disse que a solução para a crise econômica argentina está na abertura de mercados para seus produtos no exterior. O ministro observou que, do ponto de vista bilateral, a possibilidade de criação de um mecanismo de crédito, conforme o modelo Convênio de Crédito Recíproco (CCR), depende especialmente da posição argentina, que ainda não foi apresentada. Com relação à crise política, acirrada nos últimos dias no país vizinho, Amaral reforçou a posição adotada pelo governo brasileiro, de solidariedade ao presidente Eduardo Duhalde. "Mas as questões internas da Argentina são, estritamente, assuntos argentinos", ressaltou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.