coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Amaral suaviza disposição de levar Farm Bill à OMC

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Sérgio Amaral, informou que a decisão de ingressar na Organização Mundial do Comércio (OMC), questionando os subsídios concedidos aos produtores de soja e algodão, pelos Estados Unidos, e aos produtores de açúcar, pela União Européia, será tomada na próxima reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Segundo ele, o governo está fazendo uma avaliação ampla do impacto da Farm Bill (nova lei de subsídios agrícolas americana) sobre as exportações brasileiras. "Esses assuntos estão sendo analisados do ponto de vista jurídico e econômico", afirmou o ministro. Ontem à noite, ao final da reunião da Camex, o ministro da Agricultura, Pratini de Moraes, afirmou que já havia uma decisão do governo de recorrer à OMC, mas que não estava definido o momento certo. Hoje, durante entrevista coletiva para divulgar o que foi discutido na Camex, o ministro Sérgio Amaral não foi tão incisivo. "Decidiremos na próxima reunião da Camex se iremos ingressar na OMC e quais produtos iremos questionar", afirmou. Para ele, o adiamento da decisão em duas ou três semanas não faz diferença. Sérgio Amaral descartou ainda a possibilidade de um questionamento conjunto à OMC, englobando os três produtos. "Não vislumbro a possibilidade de uma medida genérica. Devemos adotar uma medida específica para cada produto", disse.

Agencia Estado,

07 de junho de 2002 | 13h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.