bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

AmBev contesta na Justiça teste feito com guaraná

A AmBev contestou na Justiça um estudo feito pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste), que avalia a qualidade de 22 marcas de guaraná, entre eles o Guaraná Antarctica. No teste, divulgado no site e na edição de junho da revista da entidade, o Guaraná Antarctica ficou entre os piores colocados, enquanto marcas populares ficaram com as melhores posições.Segundo nota divulgada pela AmBev, a companhia ganhou, em segunda instância, uma liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo que proíbe a publicação e a divulgação do teste sob pena de multa diária de R$ 10 milhões. O Desembargador Carlos Stroppa determinou ainda que a Pro Teste retire o material do site e não distribua os exemplares da revista que estejam em seu poder. A liminar suspendeu a decisão desfavorável à AmBev que tinha sido proferida em Primeira Instância.Procurada pela reportagem, a Pro Teste informou que não foi notificada da decisão da Justiça em primeira ou segunda instância, e por este motivo mantém o estudo sobre o guaraná em seu site. A revista da entidade é enviada para 200 mil associados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.