AmBev lança nova cerveja com fórmula do início do séc. XX

A AmBev anunciou nesta terça-feira o lançamento da cerveja Serrana, pielsen que se posicionará no mercado onde já estão a Skol, Brahma, Nova Skin, Antarctica, Kaiser e Bavaria. De acordo com a companhia, a novidade será comercializada apenas no auto-serviço e, portanto, na versão em lata. Fabricada na unidade de Jacareí (SP), a cerveja será distribuída para a Grande São Paulo, Baixada Santista e região metropolitana de Campinas. O preço sugerido é de R$ 0,89 a R$ 0,92, valor que a posicionará entre a Antarctica e a Brahma, ambas marcas da AmBev. A fórmula foi resgatada do acervo da Antarctica e data do início do século XX.A empresa avisa que não haverá campanha de marketing em massa para divulgar a novidade. Em vez disso, a aposta será no ponto-de-venda, com materiais de apoio de venda e ações de degustação.O investimento realizado para desenvolver a nova cerveja não é revelado. Segundo a empresa, faz parte dos R$ 370 milhões destinados ao marketing de toda a companhia para este ano. Outros dados econômicos da Serrana, como previsão de vendas ou meta de participação de mercado, também não foram divulgados.A companhia ressaltou que a idéia de lançar a cerveja nasceu de pesquisas realizadas com os consumidores, que apontaram um crescente público que volta a dar valor às coisas antigas. A Serrana, explica a gerente de Inovações da AmBev, Lizandra Freitas, resgata um sabor de passado, com caráter artesanal. "A Serrana surgiu do casamento do acervo da AmBev com a obsessão por pesquisas de mercado que temos para identificar novas tendências, movimento essencial para a área de inovações", comenta ela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.