AmBev recupera participação de mercado no Brasil

A AmBev, parte brasileira da InBev, está recuperando participação de mercado no Brasil, segundo os últimos dados do Instituto Nielsen, referentes ao mês de maio. A empresa ganhou 0,4 ponto porcentual no mês, passando a deter 67,5% do mercado total de cervejas. E se a AmBev melhorou suas vendas, a mexicana Femsa, fabricante das marcas Kaiser e Sol, perdeu posição, caindo 0,4 ponto - de 8,2% para 7,8% de participação.A maior surpresa segue sendo o crescimento da Cervejaria Petrópolis, que é dona das marcas Itaipava e Crystal. Entre maio do ano passado e maio deste ano, a companhia ganhou 1 ponto porcentual e agora detém 9,1% de participação de mercado. Não é pouca coisa, uma vez que cada ponto conquistado representa cerca de R$ 100 milhões a mais no caixa da empresa, segundo estimativas do setor.O avanço da Petrópolis, conforme executivos do mercado cervejeiro, está relacionado ao sucesso de suas táticas de marketing. A marca Itaipava cresceu estimulando o boato de que seria fabricada com a pura água Petrópolis, na serra fluminense, embora a maioria de suas garrafas seja envasada em Boituva, interior de São Paulo. Outra estratégia foi adotar o lacre de proteção nas latas, o que gerou reação da líder AmBev, que contesta a eficiência do uso desse tipo de selo. A briga foi parar na Justiça. A Cervejaria Schincariol segue na segunda posição, com 12% de participação. Mas ainda não incorporou 0,8 ponto da marca Cintra, que a empresa comprou no início de maio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

12 de junho de 2008 | 09h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.