Ambev reitera aportes de até R$ 2,5 bilhões no País

Com o adiamento da alta da tributação sobre a cerveja para abril de 2013, a Ambev reitera os aportes de até R$ 2,5 bilhões previstos para suas operações no Brasil em 2012. De acordo com a companhia, em comunicado enviado à imprensa, no acumulado do ano, os aportes globais - que em sua maioria são destinados para obras de ampliação e aperfeiçoamento operacional de fábricas e Centros de Distribuição (CDs) - somam R$ 1,96 bilhão e 75% desse montante foi investido no Brasil.

SUZANA INHESTA, Agencia Estado

31 Outubro 2012 | 08h28

Dentre os valores investidos até agora no País, R$ 804 milhões foram destinados à região Nordeste. Desse total, R$ 375 milhões foram anunciados para a unidade em Aquiraz (CE), já informados anteriormente pela companhia. O restante do investimento destinado para o Nordeste está sendo distribuído entre as outras oito fábricas e os centros de distribuição da Ambev na região.

A Ambev informou ainda que antecipou as promoções de verão e ampliou o portfólio de líquidos e embalagens participantes, além de expandir as praças que receberão os benefícios. "A antecipação deste pacote de promoções foi possível devido à recente decisão do governo de prorrogar parte do aumento de tributos para o setor de bebidas frias que estava programado para o início de outubro", disse a companhia, no comunicado.

Nova fábrica

Também no documento, a Ambev anunciou a construção de uma nova cervejaria no País. Com aportes de R$ 550 milhões, a nova fábrica da empresa ficará em Uberlândia (MG), e terá capacidade de produção de até 8 milhões de hectolitros da bebida. Serão gerados cerca de 1,4 mil empregos diretos e indiretos. "Continuamos apostando fortemente no Brasil, pois acreditamos que temos condições de continuar crescendo de maneira sustentável, gerando valores para toda a sociedade", afirmou o vice-presidente financeiro da Ambev, Nelson Jamel, na nota.

Mais conteúdo sobre:
Ambev investimentos Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.