Ambev vence prêmio Destaque AE Empresas 2011

Bom desempenho da fabricante de cervejas em 2010 colocou a companhia como a vencedora pela primeira vez do prêmio, relativo ao ano passado, realizado pela Agência Estado em parceria com a Economatica

Suzana Inhesta e Luana Pavani, da Agência Estado, Agência Estado

29 de junho de 2011 | 08h14

O bom desempenho da fabricante de bebidas Ambev no ano passado colocou a companhia como a vencedora pela primeira vez do Prêmio Destaque Agência Estado 2011, relativo ao ano de 2010, realizado pela Agência Estado em parceria com a Economatica, ontem, na capital paulista. Veterana na disputa pela liderança - a empresa participa do prêmio desde a sua criação, em 2000, tendo somente em 2004 ficado fora dos dez primeiros colocados, sendo que no ano passado foi eleita a empresa da década. A Ambev terminou 2010 com um lucro consolidado de R$ 7,619 bilhões, avanço de 27,2% ante os R$ 5,988 bilhões de 2009.

Somente em volume de cerveja no País, o crescimento foi de 10%, acompanhando a performance do mercado. Sua participação média ficou em 70,1%, conforme dados do Instituto Nielsen, maior porcentual desde a criação da empresa, com a fusão de Antarctica e Brahma, concretizada em 2000. "O ano de 2010 foi ótimo, fizemos tudo o que queríamos. Não só extraímos o 'caldo' de 2009 e trouxemos algumas 'surpresinhas', mas nos preparamos para 2011", comenta Castro Neves. Com a ajuda da Copa do Mundo, a Ambev realizou diversos lançamentos, como os líquidos Antarctica Sub Zero e Skol 360º, além de embalagens novas, como o litro retornável e a garrafa descartável de 250 ml. Os novos produtos permitiram o aumento expressivo de vendas.

Para 2011, o triângulo inovação, produtividade e relacionamento com cliente e consumidor continua a ser trabalhado com o foco em dois segmentos de negócios: refrigerantes e bebidas não-alcoólicas e cervejas premium. "Queremos manter nossa posição em cervejas mainstream (ou marcas principais), mas pretendemos surpreender o consumidor nessas duas outras categorias", acrescenta o presidente da Ambev. Em refrigerantes, ao contrário de cervejas, a Ambev não detém a liderança de mercado - posição ocupada hoje pela Coca-Cola - e possui uma fatia de 17,7%.

Nesses seis primeiros meses de 2011, a empresa já colocou em prática seus planos. Lançou um novo sabor de chá, o Lipton Mate; entrou no segmento de Citrus, com a Citrus Antarctica; criou o energético Fusion, além de aumentar a linha de H2OH! com sabor Frutas. Já na categoria Premium, que ainda tem pouca penetração no País, a Ambev intensificou ações de marketing da Stella Atrois. E se prepara para seu grande lançamento, previsto para o segundo semestre: o início das vendas no Brasil da cerveja norte-americana Budweiser, herança de sua controladora, a Anheuser-Busch, que foi adquirida pela Inbev em 2008.

O prêmio

O Destaque Agência Estado Empresas é uma premiação que ocorre há onze anos e tem sua confiabilidade reconhecida pelo mercado, tanto pela força da parceria da Agência Estado com a Economática quanto pela minúcia nos critérios de avaliação para classificação das empresas.

A cada edição são escolhidas dez empresas, uma das quais é considerada a grande vencedora. Nos últimos anos, o Destaque AE Empresas passou a distribuir também dois prêmios especiais: um de Novo Mercado, para a melhor colocada no índice geral que seja listada neste segmento da Bolsa, outro de Sustentabilidade, para a mais bem posicionada integrante do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&FBovespa.

Todas as companhias de capital aberto brasileiras e em dia com suas obrigações legais perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) têm seus demonstrativos financeiros incluídos no universo do ranking.

A presente edição avaliou os balanços de 2010, ano em que o padrão contábil internacional IFRS passou a ser obrigatório. Em alguns setores, como o de bancos, os prazos foram ampliados, inclusive pelo Banco Central, para permitir os ajustes necessários. Já as companhias que não atenderam às datas limites dos órgãos reguladores foram excluídas do ranking este ano. Outros critérios de exclusão são inadimplência com credores (default), patrimônio líquido inferior a R$ 10 milhões, fechamento de capital e impossibilidade de calcular qualquer dos indicadores da amostra.

De um total de 205 empresas analisadas nesta edição a grande vencedora é AmBev. Cia Hering recebe o prêmio especial de Novo Mercado e Ultrapar, o de Sustentabilidade.

O prêmio tem por objetivo mostrar as empresas que obtiveram o melhor desempenho para os acionistas, com base em uma metodologia exclusiva. Cada empresa é analisada sob o somatório de sete critérios que fazem parte do dia a dia dos investidores e profissionais do mercado financeiro. Os indicadores são: preço/lucro, preço/valor patrimonial da ação, oscilação, liquidez, volatilidade, dividendo/valor patrimonial e retorno sobre o patrimônio líquido (ROE).

Cada empresa é representada pela sua ação mais líquida (ON ou PN). Conforme a posição que têm em cada quesito, as participantes recebem pontuações. Segundo a metodologia, as menores pontuações representam as melhores posições. Dessa forma, a primeira colocada em liquidez, por exemplo, recebe a nota 1. Para chegar ao resultado final, é feita uma média simples de todos os pontos obtidos nos sete critérios.

Veja abaixo a lista das dez primeiras colocadas

Posição

1 - Ambev

2 - Cia Hering

3 - Odontoprev

4 - Lojas Renner

5 - Lojas Marisa

6 - Lojas Americanas

7 - Souza Cruz

8 - Ultrapar

9 - Natura

10 - Le Lis Blanc

Fonte: Economatica

 

Tudo o que sabemos sobre:
AmbevEmpresas e Setorespremiação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.