América do Norte avança no mercado de combustíveis

Os EUA devem superar a Rússia na produção de combustíveis líquidos, como petróleo bruto e etanol, neste trimestre, disse a Agência Internacional de Energia nesta quinta-feira.

AE, Agencia Estado

12 de setembro de 2013 | 08h09

Em seu relatório mensal de petróleo, a AIE disse que "incluindo biocombustíveis (etanol e biodiesel), os EUA estão prestes a se tornar o produtor líder de [combustíveis] líquidos entre os países de fora da OPEP a partir do terceiro trimestre, ultrapassando a Rússia".

Mas a AIE, que representa alguns dos maiores consumidores de energia do mundo, não disse como a produção dos EUA se sairá em comparação com a Arábia Saudita, o maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

A América do Norte está desempenhando um papel cada vez mais importante para responder ao aumento da demanda mundial de petróleo em meio a uma queda na produção da Líbia.

A produção combinada de petróleo dos EUA e do Canadá deverá crescer 510 mil barris por dia no terceiro trimestre, disse a AIE.

Esses barris extras não terão dificuldades em encontrar compradores, disse a agência, visto que a demanda mundial de petróleo deverá ficar em cerca de 260 mil barris por dia a mais do que já tinha previsto para este trimestre. A AIE também elevou sua previsão para o crescimento da demanda mundial de petróleo para o próximo ano em 70 mil barris por dia, já que "o cenário macroeconômico continua a melhorar."

Isso significa que a demanda mundial de petróleo no próximo ano deverá aumentar 1,1 milhão de barris por dia, ou 1,2%, para 92 milhões de barris por dia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
euarússiaaie

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.